Blog da Jô Lopes - RIO GRANDE DO NORTE - www.jolopesrn.zip.net

Meus pensamentos



 
 

PENSANDO... "DIZER OU NÃO DIZER?"



Escrito por Jô Lopes - jolopesrn@gmail.com às 22h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 
 

Basta uma pequena chama...

 



Escrito por Jô Lopes - jolopesrn@gmail.com às 18h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 
 

Falando de jornalismo

Para que serve um JORNAL?

O jornal serve para informar os seus leitores, podendo constituir, subsidiariamente, uma fonte de distração e entretenimento. Se a função do jornal é informar os seus leitores, tal significa, em primeiro lugar, que a coisa mais importante do jornal, a única coisa importante, são as suas notícias. Não são, pois, os jornalistas, as emoções dos jornalistas, bem como a sua pequena sede de fama e estrelato, assuntos que mereçam ser noticiados.

O jornalista não é notícia, não é a notícia, e, pese embora a crescente pressão motivada por uma concorrência feroz entre os media, não deve nunca confundir-se com ela.

Sendo o jornal uma empresa que produz e divulga notícias, não pode servir interesses criados, nem outros interesses que o seu interesse de informar.

O jornal não serve para dar cumprimentos, tecer loas, promover partidos, personalidades ou ideais, ganhar eleições, forjar mitos, arregimentar hostes ou empreender guerras santas. Nem o inverso.

A única coisa que o jornal faz, de forma rigorosa e fundamentada, é divulgar fatos atuais de interesse geral – as notícias. Se, eventualmente, tais fatos desacreditam ou abonam a favor de pessoas, é algo que cumpre aos leitores concluir a partir da leitura dos tais fatos que o jornal noticia.

Mas nem só. O jornal também veicula análises e opiniões. Algumas, como os editoriais, da responsabilidade do diretor, ou os artigos de opinião não assinados, comprometem e obrigam todo o corpo redatorial. Outras, da responsabilidade de jornalistas individualmente identificados, colaboradores ou colunistas, exprimem os pontos de vista e as apreciações subjetivas dos fatos que são feitas pelos seus autores.

Entende-se como parte fundamental do serviço prestado por um jornal a contribuição que este presta para a análise dos acontecimentos, o esclarecimento e a formação dos seus leitores.

E por isso a opinião não é parente pobre da informação, nem vice-versa. São produtos diferentes, que visam objetivos diferentes e possuem igual estatuto e dignidade.

Fonte: Manual de Jornalismo, de Ricardo Cadet, p. 39.



Escrito por redação. às 20h32
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 
 

LANÇAMENTO



Escrito por redação. às 11h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
    Categorias
      Todas as Categorias
      Link
      Evento
      Citação
      Avaliação
      Objeto de Desejo
      Minha opinião
      Meus poemas
      Minhas fotos
      Meus pensamentos
      Meu projeto cultural Eruditus
    Outros sites
      COLUNA O MOSSOROENSE
      GRUPO ERUDITUS
      TÁCITO COSTA
      CARLOS SANTOS
      FOGO CRUZADO
      FIERN
      MUNDO POP
      BREBOTE
      VERBALIZANDO
      FOGO CRUZADO
      MARCOS DANTAS
      NOMINUTO
      RUBENS LEMOS
      OLIVEIRA WANDERLEY
      AILTON MEDEIROS
      EDUARDO BRUNO
      DINARTE ASSUNÇÃO
    Votação
      Dê uma nota para meu blog